Curso Basico do Passe Teorico

Curso Basico do Passe Teorico

                                                      Associação Paz e Amor de Viana do Castelo
                                                      Rua Cidade de Recife lote 5/6 Apartado, 113
                                                                  4900-379 Viana do Castelo
                                                                                                                                                                  1



                                                            CURSO BÁSICO DO PASSE (TEÓRICO)

APA- ASSOCIAÇÃO PAZ E AMOR
Org. - Guido Pinheiro
Inicio: Janeiro de 2008

Final: Julho de 2008

Objectivo
O curso aqui apresentado, sem que tenhamos a pretensão de se apresentar uma obra
prima pretende ser uma proposta melhorada, em relação ao curso anterior, de ensino básico
sobre o passe, que habilitará os frequentadores do Centro Espírita a terem uma noção mais
aproximada e séria sobre o passe e a forma como os espíritas o devem executar.
Como o Espiritismo é dinamismo e evolução, trabalho e inovação, certamente que como
trabalho de base este curso é susceptível de aperfeiçoamento e actualização, pretendendo ser
apenas um contributo para que a APA possa ter o seu Curso Básico disponível para os seus
frequentadores.

                                                             Associação Paz e Amor de Viana do Castelo
                                                            Rua Cidade de Recife lote 5/6 Apartado, 113
                                                                       4900-379 Viana do Castelo
                                                                                                                                                                 2


Conteúdo
1º Lição ....................................................................................................................................................... 3
1-Introdução .................................................................................................................................................4
2-Passe magnético ....................................................................................................................................... 5
3-Corpo espiritual

....................................................................................................................................................................6
Lição nº1_Minigrupos...................................................................................................................................... 9
Lição nº1_Teste...........................................................................................................................................  10
2º Lição ...................................................................................................................................................... 11
4.-Definições ligadas ao estudo do passe ........................................................................................................12
5- Objectivos do passe.................................................................................................................................. 14
(2) Camada semitransparente que reveste a superfície de um corpo .................................................................  15
Lição nº2_Minigrupos..................................................................................................................................... 16
Lição nº2_Teste............................................................................................................................................. 17
3º lição ........................................................................................................................................................ 18
6.-Trabalhadores ....................................................................................................................................................................19
7- O passe e o conceito de cura ...................................................................................................................... 19
Lição nº3_Minigrupos...................................................................................................................................... 22
Lição nº3_Teste............................................................................................................................................. 23
4ª lição ....................................................................................................................................................................24
8- O Fluido Magnético .................................................................................................................................... 24
9. O passe e a finalidade do Centro Espírita ...................................................................................................   27
Lição nº4_Minigrupos................................................................................................................................. .....28
Lição nº4_Teste.............................................................................................................................................. 29
5º Lição ........................................................................................................................................................ 30
10.1. CÉLULA ................................................................................................................................................ 31
10.2. SISTEMA RESPIRATÓRIO ........................................................................................................................ 33
10.3. SISTEMA DIGESTIVO .............................................................................................................................. 35
Lição nº5_Minigrupos...................................................................................................................................... 36
Lição nº5_Teste.............................................................................................................................................. 37
6ª Lição ....................................................................................................................................................................38
11.1. SISTEMA CIRCULATÓRIO ................................................................................................................ .......39
11.2. SISTEMA NERVOSO................................................................................................................................. 39
11.3. SISTEMA ENDÓCRINO ............................................................................................................................. 43
Lição nº6_Minigrupos.......................................................................................................................................45
Lição nº6_Teste........................................................................................................................................... ..46
7ª Lição .......................................................................................................................................................... 47
12 - Centros de Força e Plexos ....................................................................................................................... 48
13 - Preparo do Passista e do Paciente ............................................................................................................ 51
14- Referências Bibliográficas ......................................................................................................................... 52
Lição nº7_Minigrupos...................................................................................................................................... 53
Lição nº7_Teste........................................................................................................................................... ..54






Associação Paz e Amor de Viana do Castelo
Rua Cidade de Recife lote 5/6 Apartado, 113
4900-379 Viana do Castelo
3

CURSO BÁSICO DO PASSE
(TEÓRICO)


1ª Lição


1º - Introdução

2º - Passe Magnético

3º -Corpo Espiritual









Associação Paz e Amor de Viana do Castelo
Rua Cidade de Recife lote 5/6 Apartado, 113
4900-379 Viana do Castelo


4

1- Introdução

1.1- Imposição das mãos


Quando nos identificamos com o pensamento do Cristo e nos impregnamos da mensagem de que
Ele se fez Messias, sempre temos algo que dar em Seu nome, àqueles que se nos cercam em aflição.
Dentre os recursos valiosos de que podemos dispor em benefício do nosso próximo, destaca-se a
imposição das mãos em socorro da saúde por doença ou por fraqueza. A recuperação de pacientes,
portadores de diversas enfermidades, estava incluída na pauta de tarefas libertadoras de Jesus.
De acordo com a Génese do mal de que cada necessitado se fazia portador, Ele aplicava o
concurso terapêutico, restabelecendo o equilíbrio e favorecendo a paz.
"Impondo as mãos" generosas, cegos e surdos, mudos e feridos renovavam-se, tornando ao estado
de bem-estar anterior. Estimuladas pela força invisível que Ele transmitia, as células se refaziam,
restaurando o organismo em carência.
Com o seu auxílio, os alienados mentais eram trazidos de volta à lucidez e os obsidiados
recobravam a ordem psíquica em face dos espíritos atormentadores que os maltratavam, os deixarem.
Extáticos e catalépticos obedeciam-lhe à voz, quando chamados de retorno.
Esse ministério, porém, que decorre do amor, Ele nos facultou realizar, para que demos
prosseguimento ao Seu trabalho entre os homens sofredores do mundo.
Certamente que não nos encontramos em condições de conseguir os efeitos e êxitos que Ele
produziu. Sem embargo, interessados na paz e na renovação do próximo, é nos lícito oferecer as
possibilidades de que dispomos, na certeza de que as nossas tentativas não serão em vão.
Jesus conhecia o passado daqueles que O buscavam, favorecendo-os de acordo com o
merecimento de cada um. Outrossim, doando misericórdia de acréscimo, mediante a qual os
beneficiados poderiam conquistar valores para o futuro, repartindo os bens de alegria, estrada afora,
em festa de corações renovados.
Colocando-se o cristão-novo, à disposição do bem, pode e deve "impor as mãos" nos
companheiros desfalecidos na luta, nos que tombaram, nos que se encontram aturdidos por obsessões
tenazes ou desalinhados mentalmente...
Ampliando o campo de terapia espiritual, podemos aplicar sobre a água os fluidos curadores que
revitalizarão os campos vibratórios desajustados naqueles que a sorverem, confiantes e resolutos à
acção salutar da própria transformação interior.
Tal concurso, propiciado pela caridade fraternal, não só beneficia os padecentes em provas e
expiações redentoras, como ajuda àqueles que se aprestam ao labor, em razão destes filtrarem as
energias benéficas que promanam da Espiritualidade através dos mentores desencarnados e que são
canalizadas na direcção daqueles necessitados.





Associação Paz e Amor de Viana do Castelo
Rua Cidade de Recife lote 5/6 Apartado, 113
4900-379 Viana do Castelo


5

É compreensível que se não devam aguardar resultados imediatos, nem efeitos retumbantes,
considerando-se a distância de evolução que medeia entre nós e o Senhor.
Ninguém se prenda, nesse ministério, a fórmulas sacramentais ou a formas estereotipadas, que
distraem a mente que se deve fixar no objectivo do bem e não na maneira de expressá-lo.
Toda técnica é valiosa, quando a essência superior é preservada. Assim, se distende o passe
socorrista com atitude mental enobrecida, procurando amparar o irmão agoniado que te pede socorro.
Não procures motivos para te escusares.
Abre-te ao amor e o amor te atenderá, embora reconheças as próprias limitações e dificuldades,
em cujo campo te movimentas.
Dentre e muitos que buscavam Jesus, para o toque curador, destacam a força de confiança
expressa no apelo a que se refere Marcos, no capítulo cinco, versículo vinte e três do Evangelho: "E
rogava-lhe muito, dizendo: - Minha filha está moribunda; rogo-te que venhas e lhe imponha as mãos
para que sare e viva.
Fazei, portanto, a "imposição das mãos", com o amor e a "fé que remove montanhas", em
benefício do teu próximo, conforme gostarás que ele faça contigo, quando for a tua vez de
necessidade.

2- Passe magnético

- Como podemos encarar o passe magnético no campo espírita, do ponto de vista da medicina
humana?
- Em verdade, para conseguirmos alguma ideia precisa no dicionário terreno, com respeito ao
poder do fluido magnético, que constitui por si emanação controlada de força mental sob a alavanca da
vontade, será interessante figurar o nosso veículo de manifestação como sendo o Estado Orgânico em
que nos expressamos na condição de Espíritos imortais, em diversas graduações evolutivas.
Semelhante esfera celular, para a nossa conceituação mais simples na técnica da fraseologia das
criaturas encarnadas pode ser dividida em duas partes essenciais - o hemisfério visível ou campo
somático e o hemisfério por enquanto invisível na Terra ao sensório comum, ou campo
psicossomático.
No primeiro, temos o comboio fisiológico tangível, capaz de oferecer elementos positivos de
estudo à investigação histológica.
No segundo, encontramos o perispírito da definição kardequiana, ou corpo espiritual, que preside
a todas as formações do cosmo físico.


Definição somente aplicável no Plano Físico mais denso. (Nota do Autor Espiritual.)





Associação Paz e Amor de Viana do Castelo
Rua Cidade de Recife lote 5/6 Apartado, 113
4900-379 Viana do Castelo


6

Observando, assim, o carro de exteriorização da inteligência por um Estado Orgânico,
perfeitamente estruturado na sua base e comportamento, é fácil interpretar-lhe os órgãos como
províncias diferenciadas entre si, não obstante conjugadas em sintonia de acção para os mesmos fins, e
apreciar-lhe os milhões de células como entidades microscópicas em comunidades distintas, como
povos infinitesimais (que se compõe de partes infinitamente pequenas) a se caracterizarem por
actividades específicas.
Reconhecendo-se a capacidade do fluido magnético para que as criaturas se influenciem
reciprocamente, com muito mais amplitude e eficiência actuará ele sobre as entidades celulares do
Estado Orgânico - particularmente as sanguíneas e outras - determinando-lhes o nível satisfatório, a
migração ou a extrema mobilidade, a fabricação de anticorpos ou, ainda, a improvisação de outros
recursos combativos e imunológicos, na defesa contra as invasões bacterianas e na redução ou
extinção dos processos patogénicos, por intermédio de ordens automáticas da consciência profunda.
Toda a queda moral nos seres responsáveis opera certa lesão no hemisfério psicossomático ou
perispírito, a reflectir-se em desarmonia no hemisfério somático ou veículo carnal, provocando
determinada causa de sofrimento.
A dor, portanto, dessa ou daquela forma, é sempre uma situação de alarme ou emergência, mais
ou menos durável no império orgânico, requisitando o socorro externo da medicina do corpo ou da
alma, na execução do alívio ou da cura.
Pelo passe magnético, no entanto, notadamente naquele que se baseie no divino manancial da
prece, a vontade fortalecida no bem pode levantar a vontade enfraquecida de outrem para que essa
vontade novamente ajustada à confiança magnetize naturalmente os milhões de agentes microscópicos
a seu serviço, a fim de que o Estado Orgânico, nessa ou naquela contingência, se recomponha para o
equilíbrio indispensável.
Assim é que orar em nosso favor é atrair a Força Divina para a restauração de nossas forças
humanas, e orar a benefício dos outros ou ajudá-los, através da energia magnética, à disposição de
todos os espíritos que desejem realmente servir, será sempre assegurar-lhes as melhores possibilidades
de auto-reajustamento, compreendendo-se, porém, que se o amor consola, instrui, ameniza, levanta,
recupera e redime, todos estamos condicionados à justiça a que voluntariamente nos rendemos, perante
a Vida Eterna, justiça que preceitua, conforme o ensinamento da lei, seja dado isso ou aquilo -a cada
um segundo as suas próprias obras‖, cabendo-nos recordar que as obras felizes ou menos felizes
podem ser fruto de nossa orientação todos os dias e, por isso mesmo, todos os dias será possível alterar
o rumo de nosso próprio roteiro.
- Qual a velocidade da emissão fluídica de um passe?
- A questão envolve, na base, o estudo da partícula do pensamento, na sua composição de
estrutura e potencial, para o que ainda não possuímos qualquer recurso nas definições humanas.
3- Corpo espiritual
3.1- Centros vitais
Estudado no plano em que nos encontramos, na posição de criaturas desencarnadas, o corpo
espiritual ou perispírito é, assim, o veículo físico, relativamente definido pela ciência humana, com os
centros vitais que essa mesma ciência, por enquanto, não pode inquirir e reconhecer.





Associação Paz e Amor de Viana do Castelo
Rua Cidade de Recife lote 5/6 Apartado, 113
4900-379 Viana do Castelo


7

Nele possuímos todo o equipamento de recursos automáticos que governam os bilhões de
entidades microscópicas a serviço da Inteligência, nos círculos de acção em que nos detemos, recurso
esses adquiridos vagarosamente pelo ser, em milénios e milénios de esforço e recapitulação, nos
múltiplos sectores da evolução anímica.

É assim que, regendo a actividade funcional dos órgãos relacionados pela fisiologia terrena, nele
identificamos o centro coronário, instalado na região central do cérebro, sede da mente, centro que
assimila os estímulos do Plano Superior e orienta a forma, o movimento, a estabilidade, o metabolismo
orgânico e a vida consciente da alma encarnada ou desencarnada, nas cintas de aprendizagem que lhe
corresponde no abrigo planetário. O centro coronário supervisiona, ainda, os outros centros vitais que
lhe obedecem ao impulso, procedente ao Espírito, assim como as peças secundárias de uma máquina
respondem ao comando da máquina.
Desses centros secundários, entrelaçados no perispírito, e, consequentemente, no corpo físico, por
redes entrelaçadas, destacamos o centro cerebral contíguo ao coronário, com influência decisiva sobre
os demais, que governa o córtice encefálico na sustentação dos sentidos, marcando a actividade das
glândulas endócrinas e administrando o sistema nervoso, em toda a sua organização, coordenação,
actividade e mecanismo, desde os neurónios sensitivos até as células efectoras (células que fazem
entrar em acção os mecanismos imunitários); o centro laríngeo, controlando notadamente a respiração
e a fonação; o centro cardíaco, dirigindo a emotividade e a circulação das forças de base; o centro
esplénico, determinando todas as actividades em que se exprime o sistema sanguíneo, dentro das
variações de meio e volume sanguíneo; o centro gástrico, responsabilizando-se pela digestão e
absorção dos alimentos densos ou menos densos que, de qualquer modo, representam concentrados
fluídicos penetrando-nos a organização, e o centro genésico, guiando a modelagem de novas formas
entre os homens ou o estabelecimento de estímulos criadores, com vistas ao trabalho, à associação e à
realização entre as almas.


3.2- Centro coronário


Temos particularmente no centro coronário o ponto de interacção entre as forças determinantes do
espírito e as forças fisioperispírituais organizadas.
Dela parte, desse modo, a corrente de energia vitalizante formada de estímulos espirituais com
acção difusível sobre a matéria mental que o envolve, transmitindo aos demais centros da alma os
reflexos
Vivos de nossos sentimentos, ideias e acções, tanto quanto esses mesmos centros,
interdependentes entre si, imprimem semelhantes reflexos nos órgãos e demais implementos de nossa
constituição particular, modelando em nós próprios os efeitos agradáveis ou desagradáveis de nossa
influência e conduta.
A mente elabora as criações que lhe fluem da vontade, apropriando-se dos elementos que a
circundam, e o centro coronário incumbe-se automaticamente de fixar a natureza da responsabilidade
que lhes diga respeito, marcando no próprio ser as consequências felizes ou infelizes da sua
movimentação de consciência no campo do destino.


3.3- Estrutura mental das células


É importante considerar, todavia, que nós, os desencarnados, na esfera que nos é própria,
estudamos, presentemente, a estrutura mental das células, de modo a iniciarmo-nos em aprendizagens
superior, com mais amplitude de conhecimento, acerca dos fluidos que nos integram o clima de
manifestação, todos eles de origem mental e todos se entrelaçam na essência da matéria primária, de
que se compõe a base do Universo Infinito.





Associação Paz e Amor de Viana do Castelo
Rua Cidade de Recife lote 5/6 Apartado, 113
4900-379 Viana do Castelo


8


3.4- Centros vitais e células


São os centros vitais fulcros energéticos que, sob a direcção automática da alma, imprimem às
células a especialização extrema, pela qual o homem possui no corpo denso, e detemos todos no corpo
espiritual em recursos equivalentes, as células que produzem fosfato e carbonato de cálcio para a
construção dos ossos, as que se distendem para a recobertura do intestino, as que desempenham
complexas funções químicas no fígado, as que se transformam em filtros do sangue na intimidade dos
rins e outras tantas que se ocupam do fabrico de substâncias indispensáveis à conservação e defesa da
vida nas glândulas, nos tecidos e nos órgãos que nos constituem o cosmo vivo de manifestação.
Essas células que obedecem às ordens do Espírito, diferenciando-se e adaptando-se às condições
por ele criadas, procedem do elemento primitivo, comum, de que todos provimos em laboriosa
marcham no decurso dos milénios.
Tanto quanto a célula individual, a personalizar-se na ameba*1, ser unicelular que reclama
ambiente próprio e nutrição adequada para crescer e reproduzir-se, garantindo a sobrevivência da
espécie no oceano em que respira, os bilhões de células que nos servem ao veículo de expressão, agora
domesticadas, na sua quase totalidade em funções exclusivas, necessitam de substâncias especiais,
água, oxigénio e canais de exoneração excretória para se multiplicarem no trabalho específico que
nosso o espírito lhes traça, encontrando, porém, esse clima, que lhes é indispensável, na estrutura
aquosa de nossa constituição fisioperispíritual, a expressar-se nos líquidos extra celulares, formados
pelo líquido intersticial, entre tecidos, e pelo plasma sanguíneo.


3.5- Exteriorização dos centros vitais


Observando o corpo espiritual ou perispírito, desse modo, na nossa rápida síntese, como veículo
electromagnético, como o próprio corpo físico vulgar, reconheceremos facilmente que, como acontece
na exteriorização da sensibilidade dos encarnados, operada pelos magnetizadores comuns, os centros
vitais a que nos referimos são também exteriorizáveis, quando a criatura se encontre no campo da
encarnação, fenómeno esse a que atendem habitualmente os médicos e enfermeiros desencarnados,
durante o sono vulgar, no auxílio a doentes físicos de todas as latitudes da Terra, formando renovações
e transformações no comportamento celular, mediante intervenções no corpo espiritual, segundo a lei
do merecimento, recursos esses que se popularizarão na medicina terrestre do grande futuro.


*1- ZOOLOGIA protozoário livre, comensal ou parasita, constituído por uma única célula nua que
muda de forma por emissão de pseudópodes (1), comum nas águas dos charcos, na terra húmida, etc.;
(1) Prolongamento protoplasmático (2) de certas células
(2) Substância viva das células






Associação Paz e Amor de Viana do Castelo
Rua Cidade de Recife lote 5/6 Apartado, 113
4900-379 Viana do Castelo


9


CURSO BÁSICO DO PASSE (TEÓRICO)

Lição nº1_Minigrupos


Leia com atenção os textos distribuídos e responda, por escrito, às questões:
Minigrupo 1
1- A imposição das mãos no passe, deve ser feito com que pensamento?
2- Qual um dos recursos valiosos que dispomos a favor do próximo?
3- Qual a terapia que Jesus usava para ajudar os necessitados?
4- Mesmo aplicando o nosso amor será que fazemos as curas que Jesus fazia?
5- Que função tem a água fluidificada nos pacientes?
6- Será que chega ter fé para que o passe sare as nossas feridas?
Um elemento do grupo funcionará como secretário para posteriormente apresentar as conclusões.


Minigrupo 2
1- O que constitui por si a força do fluído magnético?
2 - O que se entende por hemisfério visível e o hemisfério invisível?
3 - Onde podemos encontrar uma definição para o hemisfério invisível?
4 - Para que haja melhoras no estado orgânico, a onde deve o fluído magnético actuar?
5 - O que pode representar uma dor física, mais ou menos durável?
6 - Explique porque o passe que se baseia na prece pode energizar o próximo?
Um elemento do grupo funcionará como secretário para posteriormente apresentar as conclusões.


Minigrupo 3
1 - Explique o que se entende por corpo espiritual e animismo?
2 - Aonde fica instalado o Centro Coronário?
3 - Como se chama o centro de força secundário que controla o sistema nervoso?
4 - No plano da erraticidade o que estudam presentemente os desencarnados?
5 - A Alma garante o funcionamento das células físicas através do quê?
6 - As células que obedecem às ordens do Espírito procedem de que elemento?
Um elemento do grupo funcionará como secretário para posteriormente apresentar as conclusões


Minigrupo 4
Responder às questões dos Minigrupos 1,2,3

Um elemento do grupo funcionará como secretário para posteriormente apresentar as conclusões





Associação Paz e Amor de Viana do Castelo
Rua Cidade de Recife lote 5/6 Apartado, 113
4900-379 Viana do Castelo


10

CURSO BÁSICO DO PASSE (TEÓRICO)


Lição nº1_Teste
NOME:________________________________DATA: ___/___/ _____
1- MARQUE A ALTERNATIVA CORRECTA COM UM -X‖.
1.1- A imposição das mãos deve ser acompanhada por:
( ) a- Vontade do milagre.
( ) b- Pensamentos na Lei e vontade de ajuda ao próximo.
( ) c- Manter a rotina habitual.
( ) d- mostrar vontade de ajudar.
1.2- A terapia do passe aplicada sobre a água, água fluidificada, serve para:
( ) a- Libertar os espíritos.
( ) b- Satisfazer a fé.
( ) c- Revitalizar os campos vibratórios desajustados.
( ) d- Para provar que foi a um Centro Espírita.
1.3- O passe deve ser feito por:
( ) a- Formas sacramentais.
( ) b- Técnicas de magnetizadores .
( ) c- A melhor maneira de expressa-lo.
( ) d- Qualquer técnica é valiosa quando a essência Superior é preservada.
1.4- O dicionário terreno define o fluído magnético como:
( ) a- Magnetismo.
( ) b- Uma emanação controlada de força mental.
( ) c- Electricidade.
( ) d- Um fluxo invisível.
1.5- Qual o centro de força principal?
( ) a- Cerebral
( ) b- Gástrico.
( ) c- Coronário.
( ) d- Cardíaco.
1.6- O que é que se vai popularizar na medicina terrestre?
( ) a- Medicamentos para todas as doenças.
( ) b- Alterações nas células feitas, durante o sono, pelos espíritos desencarnados.
( ) c- Passistas que actuam no sistema molecular mesmo sem merecimento
( ) d- Criação de médicos mais bem preparados. .





Associação Paz e Amor de Viana do Castelo
Rua Cidade de Recife lote 5/6 Apartado, 113
4900-379 Viana do Castelo


11


CURSO BÁSICO DO PASSE
(TEÓRICO)



2ª Lição



4º -Definições ligadas ao estudo do passe

5º -Objectivos do passe






Associação Paz e Amor de Viana do Castelo
Rua Cidade de Recife lote 5/6 Apartado, 113
4900-379 Viana do Castelo


12

4.-Definições ligadas ao estudo do passe


4.1 Noções sobre fluidos e exteriorização


Vivemos todos num universo que é constituído de partículas, raios e ondas que não conseguimos
perceber normalmente.
A própria matéria é constituída de pequenas porções chamadas átomos, que são tão pequenas
partículas que não podem ser vistas.
Mas, mesmo assim, sabemos, que a matéria compacta que conhecemos e que compõe uma
cadeira, uma mesa, um papel etc., é formada pela união dessas partículas. Elas não são imóveis, pelo
contrário, a velocidade intensa que as anima, faz com que pareçam estar em muitos lugares ao mesmo
tempo, dando aos nossos sentidos a impressão de continuidade da matéria (lembrar as pás de um
ventilador desligado, neste caso pode-se passar os dedos entre elas pelos espaços vazios, o que não se
consegue é quando o aparelho esta ligado).
Estamos imersos num mundo de matéria subtil, refinada, invisível, porém, real, e que tem como
fonte primeira, uma substância que é denominada FLUIDO CÓSMICO UNIVERSAL (FCU), que dá
todas as formas materiais já conhecidas, e, provavelmente, muitas outras que ainda nos são
desconhecidas, e também a energia nas variadas formas em que se manifesta.
O Fluido Cósmico Universal -é matéria elementar primitiva, da qual as modificações e
transformações constituem a inumerável variedade de corpos da natureza.‖
-O ponto de partida do Fluido Universal é o grau de pureza absoluta, do qual nada pode dar uma
ideia; o ponto oposto é a sua transformação em matéria tangível. Entre os dois extremos existem
inúmeras transformações as quais se aproximam mais ou menos de uma ou de outra. Os fluidos mais
próximos da materialidade e por conseguinte os menos puros, compõem aquilo que se pode chamar de
atmosfera espiritual terrestre. É nesse meio, onde se encontram igualmente diferentes graus de pureza,
que os espíritos encarnados e desencarnados da Terra extraem os elementos necessários à economia de
sua existência.‖
Os fluidos mais não são que formas energéticas dessa substância primordial que o perispírito
automaticamente absorve do meio ambiente, transforma de acordo com o padrão vibratório espiritual
em que se encontra e irradia em redor de si formando uma verdadeira esteira psíquica ou hálito mental.
Os fluidos estão sujeitos à impulsão da mente do Espírito, quer encarnado ou desencarnado, o
pensamento e as emoções dão-lhes uma determinada estrutura de maior ou menor densidade,
conforme a pureza ou harmonia com que são emitidos. Quanto mais elevados são os pensamentos e as
emoções, os fluidos são mais harmónicos, agradáveis, luminosos, saudáveis. Quanto mais inferiores
mais desarmónicos, desagradáveis, doentios.
Constantemente estamos a irradiar de nós o que realmente somos, e impregnando com esse fluído
particular as coisas, o ambiente, os objectos, e influindo sobre as pessoas que aceitam e assimilam essa
energia.
Educando o nosso pensamento, podemos irradiar uma quantidade maior de fluidos de qualidade
superior, que metabolizamos com a nossa mente. Daí a importância de mantê-la sempre em estado de
elevação.





Associação Paz e Amor de Viana do Castelo
Rua Cidade de Recife lote 5/6 Apartado, 113
4900-379 Viana do Castelo


13

4.2- Resumo


O que são fluidos?


São Corpos cujas moléculas se encontram, livres, em estado de movimento aleatório.


O que é o fluido cósmico?


É a matéria elementar primitiva, a qual dá origem aos elementos da natureza. Encontram-se desde
o estado grosseiro como matéria bruta até em estado de extrema pureza. Em estado etéreo não é
uniforme; passa por inúmeras modificações que dão origem aos fluidos distintos. Os Espíritos
modificam-nos para obter efeitos desejados. É com o pensamento e a vontade que o espírito age sobre
os fluidos (esta acção pode ser consciente ou inconsciente). Ele dirige os fluidos, aglomera-os, dá-lhes
forma, aparência, cor e pode até, mudar as suas propriedades, como os químicos fazem com a nossa
matéria.
É a grande oficina ou laboratório da vida espiritual.
Tudo que existe no Universo criado por Deus, não sendo espírito, é Fluido Cósmico Universal a
matéria elementar primitiva.
Em estado rarefeito, difunde-se pelos espaços interplanetários e penetra os corpos; é como um
oceano imenso em que tudo e todos no Universo estão mergulhados.


O que são fluidos espirituais?


É a atmosfera dos Espíritos, formado de matérias refinada derivada do fluido cósmico. Pode ser
de boa ou de má qualidade, dependendo do ambiente onde se encontra. Tem natureza semelhante à do
perispírito, razão pela qual facilmente o impregna (1).


Como é formado o homem?


O homem é formado pelo corpo físico, perispírito e espírito.
O desencarnado é formado por perispírito e espírito.


O que é o perispírito?


O perispírito é o envoltório semimaterial do espírito. Também o denominam de corpo fluídico ou
corpo espiritual.
O nome perispírito foi proposto pela primeira vez por Kardec. É o envoltório do Espírito.
(1) Faz com que as moléculas penetrem no corpo


Qual a sua origem e natureza?


O perispírito tem a sua origem no fluido cósmico universal, retirado do mundo ou plano ao qual o
espírito está relacionado.





Associação Paz e Amor de Viana do Castelo
Rua Cidade de Recife lote 5/6 Apartado, 113
4900-379 Viana do Castelo


14


Como o corpo de carne, é matéria, esta é em estado diferente, mais subtil, rarefeita; não é, pois,
um outro ser‘‘ mas apenas um instrumento do espírito, tal como o corpo físico.

4.3- FUNÇÕES


1) Liga o espírito à matéria (neste como noutros mundos) e a ele serve de instrumento para agir
sobre o plano fluídico ou material.
2) Guarda os registos dos efeitos de toda acção e os envia ao Espírito, ao arquivo definitivo de
todas as passagens da entidade pelo processo evolutivo.
3) Permite que os espíritos se identifiquem e se reconheçam uns aos outros, no plano espiritual.
4) É o molde, a forma do ser corpóreo.
O que é o cordão fluídico? - O cordão fluídico funciona, para servirmos de uma comparação,
como um cordão umbilical para o feto. É um -laço‖ prendendo o corpo espiritual (perispírito) ao corpo
físico, só que extremamente flexível e expansível, o qual serve para manter o espírito ligado ao corpo.
Tanto que, o dito cordão serve para nos identificar no plano espiritual como encarnados quando para
ali vamos em -desprendimento‖ (ex.: pelo sono ou desdobramento mediúnico)‖.
Qual a sua evolução? O perispírito acompanha o espírito sempre, em todas as etapas de sua
evolução. Vai se tornando mais etéreo, à medida que o espírito se aperfeiçoa e se eleva. Nos espíritos
puros, já tornou tão etéreo que, para os nossos sentidos, é como se não existisse.
O que é a energia? A energia revela-se na luminosidade e na irradiação, ela é tanto maior
quanto mais evoluído for o espírito. Daí a expressão -espírito de luz‖, significando espírito que já
apresenta um considerável grau de evolução.
Os espíritos inferiores têm um perispírito mais grosseiro e, por isso, ficam presos ao mundo que
habitam, sem se poderem deslocar a planos mais evoluídos. Alguns chegam a confundir o seu
perispírito (de tão grosseiro que é) com o corpo material e podem experimentar sensações comparáveis
às do frio, calor, fome, etc.
Os espíritos superiores, ao contrário, podem livremente ir a outros mundos, fazendo modificações
no seu perispírito, para adaptá-lo ao tipo fluídico do mundo aonde vão.

5- Objectivos do passe

1 - Conhecer, dominar e exercitar as técnicas adequadas de transmissão do passe, que devem
basear-se na simplicidade, na discrição e na ética cristã.





Associação Paz e Amor de Viana do Castelo
Rua Cidade de Recife lote 5/6 Apartado, 113
4900-379 Viana do Castelo


15

2 - Associar correctamente as bases do fenómeno do passe com as unidades anteriores
(concentração, prece e irradiação), para melhor sentir essa transfusão de energias fluídicas vitais
(psíquicas) e/ou espirituais, através da imposição de mãos que facilite o fluxo e a transmissão dessas
energias.
3 - Compreender as necessidades das condições de ambiente, local e recinto adequado e situações
favoráveis ao exercício e aplicação do passe.
4 - Observar com rigor as condições morais, físicas e espirituais e de conhecimento doutrinário
que o passista deve possuir, para desempenhar a actividade do passe com eficiência e seriedade.
5 - Verificar, com especial cuidado, a forma correcta e simples da aplicação do passe, evitando o
formalismo e as atitudes constrangedoras ou práticas esdrúxulas (1. adj. (gram.) Diz-se do vocábulo
acentuado na antepenúltima sílaba; designativo do verso que termina em palavra esdrúxula;
(pop.) extravagante; excêntrico; esquisito. (Do ital. sdrucciolo.) 2. s. m. palavra esdrúxula.) que
fogem à discrição doutrinária gerando condicionamentos e interpretações erróneas de sua aplicação.
6 - Reconhecer e exercitar disciplinadamente a aplicação do passe, desapegado da mediunização
ostensiva, evitando o aconselhamento ao paciente (que deve ser feito em trabalho especializado),
ciente de que tal aplicação deve ser silenciosa, com unção (s. f. Acto ou efeito de ungir ou untar;
(fig.) sentimento piedoso; carácter de doçura atractiva; modo insinuante de falar. (Do lat.
unctione.) cristã, associando ao máximo possível as suas energias às do mundo espiritual, para maior
eficiência no socorro prestado (ver Livro "Nos Domínios da Mediunidade", Cap. 17).
7 - Reconhecer que é dispensável o contacto físico na aplicação do passe, o qual pode gerar
barreiras e constrangimento, atendendo à ética e à simplicidade doutrinárias, já que a energia que se
transmite é de natureza fluídica e, portanto, se faz através das auras (passista - paciente) e não pelo
contacto da epiderme (2), consoante se pode demonstrar actualmente por efeitos registados em
aparelhos (máquina Kirlian). Ocorre um fluxo de energias como uma ponte de ligação de forças
passista - paciente.
8 - Consciencializar-se de que na tarefa de auxilio pelo passe o médium não deve expor-se,
baseado apenas na boa vontade, mas sim precaver-se no beneficio da própria eficiência do
atendimento, observando as condições necessárias à sua aplicação (ambiente, local, sustentação, etc),
procurando desempenhar a sua função em Centro Espírita, evitando instituir atendimento em casa,
excepto no Culto do Evangelho quando perceber a sua necessidade ou atender alguém enfermo na sua
residência em situação de emergência, tomando as precauções necessárias. Excepcionalmente, atender
os necessitados que por motivos de doenças, idade avançada, acidentes, etc, não podem locomover-se
até o Centro Espírita, tomando para isso as medidas de precauções necessárias para fazê-lo em equipa
ou reunindo companheiros seguros que possam auxiliar em tal tarefa.
09 - Compreender e distinguir em que situações o resultado do passe pode ser benéfico, maléfico
ou nulo, preparando-se convenientemente para torna-lo sempre benéfico. O Centro Espírita deve
possuir serviço de passe em trabalho destinado ao público com elucidação evangélico -doutrinária e
orientação dos que buscam o passe quanto às atitudes que devem observar para melhor receberem os
seus benefícios. A aplicação do passe deve ser feita em espaço próprio no Centro Espírita.
(2) Camada semitransparente que reveste a superfície de um corpo


Associação Paz e Amor de Viana do Castelo
Rua Cidade de Recife lote 5/6 Apartado, 113
4900-379 Viana do Castelo


16



CURSO BÁSICO DO PASSE (TEÓRICO)

Lição nº2_Minigrupos
Leia com atenção os textos distribuídos e responda, por escrito, às questões:
Minigrupo 1
1. As partículas que constituem uma cadeira são imóveis?
2. O FCU que espécie de matéria é?
3. O perispírito que tipo de fluído absorve?
4. O que é que as emoções e o pensamento provocam nos fluidos?
5. Porque devemos educar os nossos pensamentos?
6. O que são fluidos?
Um elemento do grupo funcionará como secretário para posteriormente apresentar as conclusões.


Minigrupo 2
1. O que é o fluido cósmico?
2. O que são fluidos espirituais?
3. O que é o perispírito?
4. Quem faz a ligação entre o espírito e a matéria?
5. Porque dão o nome de cordão fluídico?
6. Porque é que os espíritos superiores podem mudar o seu perispírito?
Um elemento do grupo funcionará como secretário para posteriormente apresentar as conclusões.


Minigrupo 3
1. Quais são as três bases do fenómeno do passe?
2. Digam o que entendem por práticas esdrúxulas?
3. Definam o ponto 6
4. Idem 7
5. Idem 8
6. Idem 9
Um elemento do grupo funcionará como secretário para posteriormente apresentar as conclusões


Minigrupo 4
Responder às questões dos Minigrupos 1,2,3
Um elemento do grupo funcionará como secretário para posteriormente apresentar as conclusões





Associação Paz e Amor de Viana do Castelo
Rua Cidade de Recife lote 5/6 Apartado, 113
4900-379 Viana do Castelo


17

CURSO BÁSICO DO PASSE (TEÓRICO)


Lição nº2_Teste
NOME:________________________________DATA: ___/___/ _____
1- MARQUE A ALTERNATIVA CORRECTA COM UM -X‖.
1.1- Como se chamam as partículas que constituem a matéria?
( ) a- Medas
( ) b- Granjas
( ) c- Átomos
( ) d- Protões
1.2- Os nossos fluidos estão sujeitos a quê?
( ) a- À luz.
( ) b- Aos pensamentos.
( ) c- Aos pensamentos e emoções.
( ) d- Ao bom humor.
1.3- Deus criou os espíritos e que mais?
( ) a- O homem.
( ) b- O animal.
( ) c- O FCU.
( ) d- O diabo.
1.4- Quem permite que os espíritos se reconheçam uns aos outros?
( ) a- O clima.
( ) b- O local conhecido.
( ) c- O perispírito.
( ) d- O FCU.
1.5- O que é a energia?
( ) a- Força
( ) b- Fluidos.
( ) c- Electricidade .
( ) d- Mecânica.
1.6- A energia que se transmite no passe e feita de?
( ) a- Epiderme a epiderme.
( ) b- Aura a aura.
( ) c- Perispírito a perispírito
( ) d- Corpo a corpo





Associação Paz e Amor de Viana do Castelo
Rua Cidade de Recife lote 5/6 Apartado, 113
4900-379 Viana do Castelo


18


CURSO BÁSICO DO PASSE
(TEÓRICO)

3ª lição


6º - Trabalhadores

7º - O passe e o conceito de cura






Associação Paz e Amor de Viana do Castelo
Rua Cidade de Recife lote 5/6 Apartado, 113
4900-379 Viana do Castelo


19

6.-Trabalhadores

6.1 Perfil do médium e do magnetizador: para actuar no sector de passes espíritas deve o
passista ter as seguintes características:


a) Possuir a faculdade radiante, ou seja, a capacidade de transmitir à outra parte o seu
magnetismo pessoal;
b) Os passistas devem manter constantemente o seu aperfeiçoamento doutrinário;
c) Estar em equilíbrio no campo das emoções. "Um sistema nervoso esgotado, oprimido, é
um canal que não responde pelas interrupções havidas;
d) Disciplina no campo da alimentação. O excesso de alimentação, o álcool e outras
substâncias tóxicas operam distúrbios nos centros nervosos, modificando certas funções
psíquicas e anulando os melhores esforços na transmissão de elementos regeneradores;
e) Ter consciência do mecanismo do passe para fugir à rotina do mesmo.


6.2 Magnetização e padronização: observa-se que a magnetização do paciente, mesmo a
estimulada, é independente da "técnica" ou da "gesticulação" do passista. Depende essencialmente da
forma pela qual o paciente se condiciona, se entrega ao passe. A padronização da APA foi criada sob a
orientação dos Espíritos Benfeitores, de acordo com conhecimentos científicos do corpo físico e do
corpo espiritual, para proporcionar maior vantagem e melhor aproveitamento de tempo e espaço, além
da necessidade de atender a um número cada vez mais elevado de pessoas.


6.3 Actuando como médium ou magnetizador passista: estes colaboradores devem ter
consciências que estão a transmitir parte do seu magnetismo. Sendo assim, devem cuidar para que este
magnetismo seja salutar. Sempre que possível, chegar 15 minutos antes do início dos trabalhos,
permanecendo os cinco minutos que antecedem os trabalhos, em prece, a fim de melhor captar as
energias dos mentores espirituais. Evitar as brigas, as discussões acaloradas, os excessos de trabalho e
de alimentação. Isto auxilia o bem-estar físico e emocional.


6.4 Cura espiritual: embora o plano espiritual nos forneça os bálsamos do passe para acalmar a
nossa dor material, lembremo-nos de que a verdadeira cura está no nosso modo de pensar, ou mais
precisamente, na evolução espiritual que podemos alcançar: mudanças do comportamento menos
digno.

7- O passe e o conceito de cura

Quando duas mentes se sintonizam, uma passivamente e outra altivamente, estabelece-se entre
ambas, uma corrente mental cujo efeito é o de preparar condições pelas quais o "activo" exerce
influência sobre o "passivo". A esse fenómeno denominamos magnetização. Assim, magnetismo é o
processo pelo qual o homem, emitindo energia do seu perispírito, age sobre outro homem, bem como
sobre todos os corpos animados ou inanimados. A foto Kirlian concluiu pela emissão dessa energia,





Associação Paz e Amor de Viana do Castelo
Rua Cidade de Recife lote 5/6 Apartado, 113
4900-379 Viana do Castelo


20

através das mãos do curador. Foi fotografada a energia brilhante que flui do curador para o paciente,
o que indica que a cura envolve uma "transferência de energia do corpo bioplásmico do curador para
o do paciente." Temos, portanto, que o passe é uma transfusão de energia do passista e/ou espírito
para o paciente. Pode-se dizer que é uma transfusão fisio-psíquica, que resulta na troca de elementos
vivos, recurso fundamental para rearmonização do perispírito. Podemos dizer que o passe actua
directamente sobre o perispírito, agindo de três formas diferentes:


- Como revitalizador, compondo as energias perdidas.
- Dispersando fluidos negativos contraídos.
- Auxiliando na cura das enfermidades, a partir do reequilíbrio do perispírito.
A Organização Mundial da Saúde considera que a saúde é o completo bem-estar físico, mental e
social. Nós, espíritas, estamos de acordo com essa definição; só que admitimos que toda doença de
alguma gravidade tem uma origem espiritual. A acção moral desequilibrada do Espírito afecta o
perispírito;
E estando o perispírito intimamente ligado ao corpo físico, o seu desajuste vibratório afecta-o, e
ele adoece.
Na sua essência profunda, o passe é a mobilização activa de nosso amor em favor do bem e do
semelhante. Jesus, o Divino Modelo, ensinou-nos a fazê-lo em diversas e bem conhecidas passagens
de sua vida.
No versículo 9 do décimo capítulo de seu Evangelho, Lucas regista importante recomendação de
Jesus aos discípulos: "E curai os enfermos que nela houver e dizei-lhes: É chegado a vós o Reino de
Deus."
Entendemos que o Mestre se reportava aqui a dois tipos de cura:


a) Os recursos fluídicos benéficos, restauradores do corpo: o passe.
b) Os recursos do esclarecimento, que propiciam a cura integral e definitiva do homem,
sobrepondo-se a todas as terapias que se têm criado no mundo.
A começar por Allan Kardec, praticamente todos os grandes autores espíritas dedicaram muita
atenção ao passe e à questão da saúde integral do ser humano. Eis algumas passagens significativas a
esse respeito:
O passe não é unicamente transfusão de energias anímicas. É o equilibrante ideal da mente, apoio
eficaz de todos os tratamentos. (André Luiz, Opinião Espírita, cap. 55, p. 180.)
Para evitar esses problemas, é necessário que o remédio espiritual ataque o mal na sua base [...], é
preciso tratar, ao mesmo tempo, o corpo e a alma. (Abade Príncipe de Hohenlohe, Revue Spirite,
Outubro de 1867.)
O maior milagre que Jesus operou, o que verdadeiramente testa a sua superioridade, foi a
revolução que os seus ensinos produziram no mundo, mau grado à exiguidade dos seus meios de
acção. (Kardec, A Génese, cap. 15, § 63.)





Associação Paz e Amor de Viana do Castelo
Rua Cidade de Recife lote 5/6 Apartado, 113
4900-379 Viana do Castelo


21

Sabemos que essa "revolução" a que se refere Kardec é o ensino e a exemplificação do amor, do
bem, da fraternidade e todas as demais virtudes nascidas desses belos sentimentos, que estabelecem o
Reino de Deus no nosso Espírito, nos ensinamentos do Evangelho.
Onde buscar a saúde, se absorvemos os venenos dos tóxicos, do álcool, do tabaco, entregando-nos
ainda aos excessos da alimentação, do sexo e tantos outros? Como seguir o preceito sublime de Jesus -
amar o próximo -, se não somos capazes de amar a nós próprios, mantendo vícios e paixões que
desgastam a nossa harmonia orgânica?
Serão de pouca valia os recursos da medicina da Terra e do Céu, enquanto não aprendermos os
caminhos da Lei. Palmilhando esses caminhos, teríamos menos necessidade de hospitais, de hospícios,
de presídios, de creches, de asilos...
A grande Cura proposta pelo Espiritismo deve ser o cumprimento de um sério e amplo programa
de iluminação interior, apoiado na prática do bem, na vivência cristã constante.
Alguns exemplos de doenças e soluções
Na génese das doenças, encontramos a participação da mente, do perispírito e do corpo físico. O
indivíduo que possui um campo mental constituído por ondas de baixo teor vibratório, de maneira
constante, gera um desequilíbrio no perispírito, que por sua vez, desequilibra a fisiologia do corpo
físico.


Mente. - Depressão constante, mágoa, ódio duradouro, paixão intensa, irritabilidade frequente,
distúrbios sexuais, associações de ondas mentais (depressão e irritabilidade.)
Lesões no Perispírito. - Distúrbio na chacra gástrico, distúrbio na chacra genésico ou
desequilíbrio de vários chakras.


Doenças no corpo físico. Às vezes a doença actual possui origem em encarnações anteriores;
condutas negativas originam lesões perispirituais, com repercussão no corpo físico actual, dificultando
a cura pelos processos médicos habituais. Em outras situações, as doenças são geradas pelas condutas
actuais.
A partir desses conhecimentos, concluímos que no tratamento das doenças, é fundamental o
acoplamento das seguintes medidas:


a) Modificação do campo mental - Optimismo - Objectivo constante - Oração - Meditação
b) Reestruturação do perispírito - Passes
c) -Recuperação da saúde física - Tratamento médico.






Associação Paz e Amor de Viana do Castelo
Rua Cidade de Recife lote 5/6 Apartado, 113
4900-379 Viana do Castelo


22


CURSO BÁSICO DO PASSE (TEÓRICO)


Lição nº3_Minigrupos
Leia com atenção os textos distribuídos e responda, por escrito, às questões:
Minigrupo 1
1. Digam o que entendem por perfil do médium e do magnetizador.
2. Expliquem resumidamente a alínea a).
3. - - - b).
4. - - - c).
5. - - - d).
6. - - - e).

Um elemento do grupo funcionará como secretário para posteriormente apresentar as conclusões.


Minigrupo 2
1. Expliquem resumidamente o ponto 6.2.
2. - - - 6.3
3. - - - 6.4
4. Que iluminação interior propõe o Espiritismo?
5. Quando denominamos o fenómeno da magnetização?
6. Quais são as três formas em que o passe actua directamente sobre o perispírito?
Um elemento do grupo funcionará como secretário para posteriormente apresentar as conclusões.


Minigrupo 3
1. Na sua essência profunda o que é o passe?
2. Quais são os tipos de cura que o Mestre se reporta no Evangelho segundo Lucas?
3. O passe é só uma transfusão de energias anímicas?
4. Kardec refere-se a uma revolução que o Mestre operou. Explique que revolução é essa?
5. Explique porque a medicina terrena e a do céu não nos dão tudo o que necessitamos?
6. Falem sobre doenças e soluções e quais as medidas tomar?
Um elemento do grupo funcionará como secretário para posteriormente apresentar as conclusões


Minigrupo 4
Responder às questões dos Minigrupos 1,2,3
Um elemento do grupo funcionará como secretário para posteriormente apresentar as conclusões





Associação Paz e Amor de Viana do Castelo
Rua Cidade de Recife lote 5/6 Apartado, 113
4900-379 Viana do Castelo


23

CURSO BÁSICO DO PASSE (TEÓRICO)


Lição nº3_Teste
NOME:________________________________DATA: ___/___/ _____
1- MARQUE A ALTERNATIVA CORRECTA COM UM -X‖.
1.1- De que depende a magnetização do paciente?
( ) a- Das técnicas do passista
( ) b- Da gesticulação do passista
( ) c- De como o paciente se entrega ao passe
( ) d- Das roupas que sejam mais ou menos magnetizáveis
1.2- A que tipo de consciência se refere o texto sobre o passista?
( ) a- Que deve ter consciência.
( ) b- Que deve amar.
( ) c- Que está a transmitir o seu magnetismo.
( ) d- Que tem que chegar 15 minutos antes do começo da reunião.
1.3- Além do bálsamo espiritual que mais é importante para acalmar as nossas dores?
( ) a- As preces.
( ) b- O pensamento.
( ) c- A evolução espiritual.
( ) d- O pensamento com a evolução espiritual.
1.4- Como se consegue a cura integral do homem?
( ) a- Com medicamentos.
( ) b- Orando todas as noites.
( ) c- Com o esclarecimento espiritual.
( ) d- Com o passe.
1.5- Kardec fala-nos de uma revolução. A que tipo de revolução ele se refere?
( ) a- Às guerras
( ) b- Ensino.
( ) c- Ensino e exemplificação do amor .
( ) d- Fraternidade.
1.6- O que pode provocar as ondas de teor vibratório baixa de maneira constante?
( ) a- Não ter sintonia com alguém.
( ) b- Desequilíbrio no perispírito e por sua vez no corpo físico.
( ) c- dores de cabeça
( ) d- Irritação





Associação Paz e Amor de Viana do Castelo
Rua Cidade de Recife lote 5/6 Apartado, 113
4900-379 Viana do Castelo


24


CURSO BÁSICO DO PASSE
(TEÓRICO)

4ª lição


8º - O Fluído Magnético

9º - O passe e a Finalidade do Centro Espírita


8- O Fluido Magnético

 





Associação Paz e Amor de Viana do Castelo
Rua Cidade de Recife lote 5/6 Apartado, 113
4900-379 Viana do Castelo


25


A força vital é uma forma subtil de energia electromagnética. Pode ser imaginada como um
campo de energia circulando e penetrando no corpo. Fluí através do organismo como se estivesse
seguindo uma corrente circulatória invisível carregando todas as células na sua trajectória.
Esse fluido magnético forma em torno do corpo uma atmosfera característica do indivíduo e não
sendo impulsionada pela vontade, não age sobre os indivíduos circundantes; porém, desde que a
vontade do espírito o impulsione e dirija, move-se com toda a força que se lhe imprima.
Embora as radiações se propaguem de aura a aura, as mãos do passista colocadas próximas ao
corpo do assistido, criam para elas um caminho mais curto, de mais fácil penetração e portanto de
maior escoamento.
O pensamento e a vontade constantemente activos, aceleram a emissão desses fluidos, que
seguem o trajecto dos condutores naturais, os braços e os dedos, que irão atingir os órgãos sobre os
quais se pretende actuar.

CONCEITO:


a- Designação genérica de gases e líquidos (Sólido, líquido, gasoso)
b- Constituição da matéria (átomo, electrões, núcleo, protão, neutrão, quarks, top quarks...)
FLUIDO UNIVERSAL: é a matéria elementar primitiva. Pode apresentar-se:
a) Imponderável;
b) Estado intermediário, no qual ocorrem fenómenos psíquicos;
c) Materializado, fenómenos materiais.

LEMBRETES SOBRE OS FLUIDOS (FCU):


Todo universo é constituído desse fluido;
O fluido cósmico universal é energia condensada em estado muito subtil;
Em todos os estágios, os fluidos sofrem modificações, as mais variáveis;
O perispírito reveste o Espírito; é constituído de fluido cósmico universal, retirado da matéria
do planeta onde o Espírito vive;
São a atmosfera dos seres espirituais;
São o veículo do pensamento, assim como o ar é o veículo do som;
São modificados pela vontade e pelo pensamento;
Determinam as vestes e aparências dos Espíritos (transfiguração);
Os pensamentos manipulam os fluidos, produzindo formas de pensamento, as quais se
reflectem no corpo espiritual e deste para o corpo material do homem;





Associação Paz e Amor de Viana do Castelo
Rua Cidade de Recife lote 5/6 Apartado, 113
4900-379 Viana do Castelo


26

Maus pensamentos corrompem os fluidos;
Bons pensamentos purificam os fluidos;
Perispírito - fluido condensado;
Espírito - foco inteligente;
Pensamento - matéria que pode ser vista por Espíritos evoluídos;
Várias combinações resultam em energia eléctrica, magnética, princípio vital e fluido vital.
(Génese, cap.14)

CURAS:


A manipulação do Fluido Cósmico Universal - elemento reparador do corpo perispiritual e do
corpo carnal - substitui a molécula doente por uma sã, infiltrando elementos reparadores e
processando a cura.
A potência curadora depende:


a) Pureza da substituição inoculada;
b) Energia da vontade - força de penetração;
c) Intenção.
Efeitos:
a) Lento (tratamento continuado);
b) Rápido (cura instantânea;
Os fluidos podem ter origem em:
a) Encarnado (magnetismo humano);
b) Espírito - magnetismo espiritual (actua directamente e sem intermediário);
c) Misto - magnetismo misto (o fluido humano e o espiritual interligam-se).

A FACULDADE DE CURAR ATRAVÉS DOS FLUIDOS É COMUM, E PODE
DESENVOLVER-SE PELO EXERCÍCIO; CURAR ESPONTANEAMENTE É RARO E
EXCEPCIONAL.





Associação Paz e Amor de Viana do Castelo
Rua Cidade de Recife lote 5/6 Apartado, 113
4900-379 Viana do Castelo


27


9. O passe e a finalidade do Centro Espírita

O Centro Espírita, unidade fundamental do Movimento Espírita, "para bem atender às suas
finalidades, deve ser núcleo de estudo, de fraternidade, de oração e de trabalho, com base no
Evangelho de Jesus, à luz da Doutrina Espírita". Desviá-lo dessa directriz é comprometer a causa a que
se pretende servir.
O passe foi incluído nas práticas do Espiritismo como um auxiliar dos recursos terapêuticos
ordinários. É, portanto, um meio e não a finalidade do Espiritismo. No entanto, muitas pessoas
procuram o centro espírita em busca somente da cura ou melhora de seus males físicos, psicológicos e
dos distúrbios ditos "espirituais".
Geralmente, as pessoas que assim procedem são nossos irmãos que desconhecem os fundamentos
do Espiritismo. Muitos vêem no Espiritismo mais uma religião, criada por Kardec. Outros ligam-no
somente à mediunidade, temendo a sua prática, que envolveria o relacionamento com "almas do outro
mundo". Ainda outros associam-no a curas, e mesmo a fórmulas místicas para a solução de problemas
financeiros, conjugais, etc. Há aqueles que, sem nada conhecer, tomam passes frequentemente, por
hábito, mesmo sem estarem necessitando. Isso tudo resulta do desconhecimento doutrinário, de
interpretações pessoais, da disseminação de conceitos erróneos.
É dever do centro espírita, por meio do seu corpo de trabalhadores, esclarecer os que o procuram
acerca dos objectivos maiores do Espiritismo, que gravitam em torno da libertação da criatura das
amarras da ignorância das leis divinas.
Bem orientado, o centro espírita é um foco de luz na Terra, que ilumina o saber, o amor, a razão e
o sentimento. Daí ele ser a um só tempo:
Escola - que possibilita ao ser humano, pelo estudo constante disciplinado, inteirar-se das sábias
leis divinas que regulam o seu destino.
Hospital - onde são socorridos os acidentados da alma pelos recursos fluídicos e espirituais, como
o passe, a água fluidificada, a prece, a desobsessão, a palavra de esperança e encorajamento, o estudo
evangélico e doutrinário.
Oficina de trabalho no bem - onde, ajudando o próximo carente, o ser ajuda-se a si próprio,
aprendendo e vivenciando os valores cristãos, a verdadeira caridade, tal qual definida na resposta à
questão 886 de O Livro dos Espíritos: "Benevolência para com todos, indulgência para as
imperfeições dos outros, perdão das ofensas".






Associação Paz e Amor de Viana do Castelo
Rua Cidade de Recife lote 5/6 Apartado, 113
4900-379 Viana do Castelo

 

28

CURSO BÁSICO DO PASSE (TEÓRICO)

Lição nº4_Minigrupos
Leia com atenção os textos distribuídos e responda, por escrito, às questões:
Minigrupo 1
1- Como podemos imaginar a força vital?
2- O que acontece ao fluído magnético quando não é impulsionado pela vontade?
3- O que acontece se tiverem o pensamento e a vontade sempre activos?
4- Como se pode apresentar o fluído Universal?
5- O Universo é constituído de que fluído?
6- De onde é retirado o fluído que constitui o perispírito?

Um elemento do grupo funcionará como secretário para posteriormente apresentar as conclusões.


Minigrupo 2
1- Qual o veículo do pensamento?
2- Dê um exemplo dos fluidos manipulados pelo pensamento.
3- Como se chama o elemento reparador do perispírito e do corpo?
4- Onde tem origem os fluídos reparadores?
5- Quais são os efeitos da cura?
6- De que depende a potência curadora?
Um elemento do grupo funcionará como secretário para posteriormente apresentar as conclusões.


Minigrupo 3
1- Como se pode desenvolver a faculdade de curar?
2- O passe é um meio ou uma finalidade do Espiritismo?
3- O que devemos fazer para contrariar de como é visto o Espiritismo?
4- Qual é o dever do Centro Espírita?
5- Definam o Centro Espírita como -escola e hospital‖.
6- O que diz o ponto 886 do Livro dos Espíritos?
Um elemento do grupo funcionará como secretário para posteriormente apresentar as conclusões


Minigrupo 4
Responder às questões dos Minigrupos 1,2,3
Um elemento do grupo funcionará como secretário para posteriormente apresentar as conclusões





Associação Paz e Amor de Viana do Castelo
Rua Cidade de Recife lote 5/6 Apartado, 113
4900-379 Viana do Castelo


29

CURSO BÁSICO DO PASSE (TEÓRICO)


Lição nº4_Teste
NOME:________________________________DATA: ___/___/ _____
1- MARQUE A ALTERNATIVA CORRECTA COM UM -X‖.
1.1- O que se entende por atmosfera do individuo?
( ) a- Nevoeiro.
( ) b- Aura.
( ) c- Tempo fresco.
( ) d- Radiações.
1.2- Quais são os condutores naturais do passista?
( ) a- A cabeça.
( ) b- Os braços.
( ) c- Braços e dedos.
( ) d- Os pés.
1.3- O fluído universal pode apresentar-se em:
( ) a- Dois estados.
( ) b- Um estado .
( ) c- Três estados.
( ) d- Cinco estados.
1.4- Como se chama o estado que se apresenta o FCU?
( ) a- Palpável.
( ) b- Muito subtil.
( ) c- Grossista.
( ) d- Duro.
1.5- O pensamento é constituído por:
( ) a- Energia.
( ) b- Matéria.
( ) c- Vontade.
( ) d- Alegria.
1.6- O Centro Espírita é um foco de luz quando?
( ) a- Desenvolve o mediunismo.
( ) b- Ilumina o saber, o amor, a razão e o sentimento.
( ) c- Ensina a doutrina de kardec.
( ) d- É tolerante





Associação Paz e Amor de Viana do Castelo
Rua Cidade de Recife lote 5/6 Apartado, 113
4900-379 Viana do Castelo


30



CURSO BÁSICO DO PASSE
(TEÓRICO)


5ª Lição



10º- Corpo Humano I

10.1. CÉLULA
10.2. SISTEMA RESPIRATÓRIO
10.3. SISTEMA DIGESTIVO





Associação Paz e Amor de Viana do Castelo
Rua Cidade de Recife lote 5/6 Apartado, 113
4900-379 Viana do Castelo


31


10.1. CÉLULA (a menor partícula do ser humano)


Quanto à forma: existem seres vivos formados por células praticamente todas iguais, e
outros que apresentam poucos tipos de células. A maioria dos seres vivos tem, no entanto, o corpo
formado por células de várias formas. Este é o caso do homem. No corpo humano, existem células
redondas, fusiformes, cúbicas, cilíndricas, estreladas, etc.


- Redondas (sangue);
- Fusiformes (tecidos musculares);
- Cilíndricas (epiderme);
- Cúbicas (ossos);
- Estreladas (sistema nervoso).
A célula é formada de vários elementos. Os principais são:


Núcleo
Citoplasma
Membrana do núcleo





Associação Paz e Amor de Viana do Castelo
Rua Cidade de Recife lote 5/6 Apartado, 113
4900-379 Viana do Castelo


32

OS NÚCLEOS NAS CÉLULAS HUMANAS


No corpo humano, a maioria das células possui apenas 1 núcleo. Existem, no entanto, células sem
núcleo e células com mais de 1 núcleo.
As hemácias, que são as células vermelhas do sangue, não possuem núcleo. Assim, elas não se
nutrem nem se reproduzem: duram algumas semanas e depois morrem.
O número de hemácias no sangue humano permanece constante porque o organismo produz
continuamente novas hemácias.
As células formam os órgãos e os sistemas.



FUNÇÕES DA MEMBRANA E DO CITOPLASMA:


A membrana separa a célula do meio em que ela vive. Dessa forma, a membrana protege a
célula. Além disso, a membrana permite a entrada de alimentos na célula e a saída de escórias.
Pelo processo de reprodução, a célula divide-se, formando novas células. Pelo processo de
nutrição, é incorporado material ao citoplasma, que pode crescer e também utilizar o material
incorporado para realizar as funções da célula.
Lembre-se: as funções de reprodução e de nutrição celular são controladas pelo núcleo.
Observe o que acontece com uma célula quando ela é cortada em dois pedaços (com núcleo e sem
núcleo): a parte que ficou com o núcleo continua viva e se reproduziu, formando duas células; a parte
que ficou sem o núcleo, morreu.





Associação Paz e Amor de Viana do Castelo
Rua Cidade de Recife lote 5/6 Apartado, 113
4900-379 Viana do Castelo


33



10.2. SISTEMA RESPIRATÓRIO

A respiração é um processo que se realiza dentro de todas as células vivas do organismo e se
caracteriza pela libertação de energia, a partir do alimento e do oxigénio.
Sangue é o líquido encarregado de levar o alimento e o oxigénio para as células. O alimento é
cedido ao sangue pelo sistema digestivo, e o oxigénio é cedido pelo sistema respiratório.
O sangue, rico em alimentos e oxigénio, chega às células.
Os alimentos e o oxigénio passam do sangue para as células, através da linfa. (vasos
linfáticos que produzem e transportam o fluído linfático (linfa).
Nas células, ocorre uma reacção entre os alimentos e o oxigénio: é a respiração propriamente
dita.
Em consequência dessa reacção, a célula liberta energia e gás carbónico.
A energia é utilizada pela célula e o gás carbónico passa para o sangue, através da linfa.
O gás carbónico é levado pelo sangue até o sistema respiratório.

O sistema respiratório consta de:


Vias aéreas: fossas nasais, faringe, laringe, traqueia e brônquios;
Pulmões: em número de dois, situado um de cada lado do tórax.
Esse sistema é encarregado de retirar o oxigénio do ar e passá-lo ao sangue; posteriormente, de
receber o gás carbónico do sangue e liberá-lo para o ar.
A entrada do ar denomina-se INSPIRAÇÃO.
A saída denomina-se EXPIRAÇÃO.
É através dos ALVEÓLOS que se processa a troca entre o oxigénio e o gás carbónico. Um dos
maiores inimigos desse sistema é as substâncias do cigarro, bloqueando as suas trocas. O organismo
possui elementos de defesa, e toda a noite trabalha para expulsar o inimigo, mas com o tempo cansa-
se, dando origem às doenças pulmonares.






Associação Paz e Amor de Viana do Castelo
Rua Cidade de Recife lote 5/6 Apartado, 113
4900-379 Viana do Castelo


34


Pulmões Fossas
nasais
Faringe
Laringe
Traqueia
Brônquios

Vias Aéreas


Sistema respiratório:


1- Traqueia
2- Brônquios
3- Ramos branquiais
4- Bronquíolo
5- Alvéolos Pulmonar
6- Pleura





Associação Paz e Amor de Viana do Castelo
Rua Cidade de Recife lote 5/6 Apartado, 113
4900-379 Viana do Castelo


35



10.3. SISTEMA DIGESTIVO

- GLÂNDULAS SALIVARES
- BOCA
- FARINGE
- ESÔFAGO
- FÍGADO
- PÂNCREAS
- INTESTINOS
- ÓRGÃOS ANEXOS





Associação Paz e Amor de Viana do Castelo
Rua Cidade de Recife lote 5/6 Apartado, 113
4900-379 Viana do Castelo


36


CURSO BÁSICO DO PASSE (TEÓRICO)


Lição nº5_Minigrupos
Leia com atenção os textos distribuídos e responda, por escrito, às questões:
Minigrupo 1
1 Como se chamam as células dos ossos?
2 Diga 3 células que existam no ser humano?
3 Quais são os principais elementos que constituem a célula?
4 Como se chama o elemento que permite a entrada do alimento na célula?
5 Explique como se reproduz a célula.
6 Diga o que são células hemácias.

Um elemento do grupo funcionará como secretário para posteriormente apresentar as conclusões.


Minigrupo 2
1 Qual é o meio de transporte do alimento e oxigénio para a célula?
2 Quem cede o alimento ao sangue para ser transportado às células?
3 Quem faz a transferência do alimento e do oxigénio do sangue para as células?
4 Que órgãos constituem as vias aéreas?
5 Que função tem o sistema respiratório?
6 Que órgãos fazem parte do sistema respiratório?
Um elemento do grupo funcionará como secretário para posteriormente apresentar as conclusões.


Minigrupo 3
1 Quem é o maior inimigo no funcionamento dos ALVEÓLOS?
2 Identifique o local das fossas nasais.
3 Identifique o local dos pulmões.
4 Identifique os locais da traqueia e dos brônquios.
5 Identifique o local do sistema digestivo.
6 Como se chama a célula que não come nem se reproduz?
Um elemento do grupo funcionará como secretário para posteriormente apresentar as conclusões


Minigrupo 4
Responder às questões dos Minigrupos 1,2,3
Um elemento do grupo funcionará como secretário para posteriormente apresentar as conclusões





Associação Paz e Amor de Viana do Castelo
Rua Cidade de Recife lote 5/6 Apartado, 113
4900-379 Viana do Castelo


37


CURSO BÁSICO DO PASSE (TEÓRICO)


Lição nº5_Teste
NOME:________________________________DATA: ___/___/ _____
1- MARQUE A ALTERNATIVA CORRECTA COM UM -X‖.
1.1 Que forma tem a célula dos tecidos musculares?
( ) a- Redonda.
( ) b- Quadrada.
( ) c- Fusiformes.
( ) d- Estrelada.
1.2- Diga um dos elementos que formam a célula?
( ) a- Núcleo.
( ) b- Membrana do cato.
( ) c- Citoflasma.
( ) d- Recta.
1.3- Das duas partes de uma célula hemácea cortada a meio, o que acontece à parte sem núcleo?
( ) a- Vive.
( ) b- Come e recebe oxigénio.
( ) c- Morre.
( ) d- Vive como tivesse núcleo.
1.4- O que liberta a célula?
( ) a- Calor.
( ) b- Gás carbónico.
( ) c- Energia.
( ) d- Energia e gás carbónico.
1.5- Quantos são os órgãos que constituem as vias aéreas?
( ) a- 2.
( ) b- 3.
( ) c- 5.
( ) d- 7.
1.6- Onde fica situada a faringe?
( ) a- Garganta.
( ) b- Peito.
( ) c- Barriga.
( ) d- Cabeça.





Associação Paz e Amor de Viana do Castelo
Rua Cidade de Recife lote 5/6 Apartado, 113
4900-379 Viana do Castelo


38



CURSO BÁSICO DO PASSE
(TEÓRICO)


6ª Lição


11º- Corpo Humano II

11.1. SISTEMA CIRCULATÓRIO
11.2. SISTEMA NERVOSO
11.3. SISTEMA ENDÓCRINO






Associação Paz e Amor de Viana do Castelo
Rua Cidade de Recife lote 5/6 Apartado, 113
4900-379 Viana do Castelo


39


11.1. SISTEMA CIRCULATÓRIO


- Coração
- Vasos sanguíneos
Coração bombeia o sangue para o corpo;
O sangue circula entre as artérias e as veias;
As artérias conduzem o sangue do coração para o corpo;
As veias são vasos que conduzem o sangue do corpo para o coração.
Existem neste sistema a PEQUENA e GRANDE CIRCULAÇÃO.
A Pequena Circulação compreende a circulação que se realiza entre o coração e os pulmões.
A Grande Circulação compreende a circulação que se realiza entre o coração e os outros órgãos.

11.2. SISTEMA NERVOSO


O sistema nervoso é formado por órgãos que são constituídos por tecido nervoso.
O tecido nervoso é formado por células denominados neurónios, que possuem três partes:
Corpo celular: que contém o núcleo da célula;
Dendrites: prolongamentos, geralmente pequenos e numerosos, que partem do corpo celular;
Axónio: prolongamento único e geralmente comprido, que parte do corpo celular e termina
em ramificações menores.
Lembre-se de que os axónios são protegidos por bainhas e formam as fibras nervosas. Um feixe
de fibras nervosas forma o que chamamos nervo.





Associação Paz e Amor de Viana do Castelo
Rua Cidade de Recife lote 5/6 Apartado, 113
4900-379 Viana do Castelo


40



Os nervos são encarregados de transmitir as mensagens entre os diversos órgãos do corpo e os
centros nervosos. Podem ser de três tipos:
Nervos sensitivos - possuem apenas fibras sensitivas e por isso transmitem mensagens dos
órgãos para os centros nervosos;
Nervos motores - possuem apenas fibras motoras e por isso somente transmitem mensagens
dos centros nervosos para os órgãos;
Nervos mistos - possuem fibras sensitivas e fibras motoras e por isso transmitem dos órgãos
para os centros nervosos e vice-versa.
O sistema nervoso é assim dividido:
Sistema nervoso cefalorraquidiano, é subdividido em:
o Sistema nervoso central - formado pelo encéfalo e pela medula;
o Sistema nervoso periférico - formado pelos nervos cranianos (12 pares) e pelos nervos
raquidianos (31 pares).
Sistema nervoso autónomo, subdivide-se em:
o Sistema nervoso simpático - é formado pelos cordões nervosos, gânglios centrais e nervos
simpáticos;
o Sistema nervoso parassimpático - é formado pelos nervos parassimpáticos.
O encéfalo é formado pelos órgãos: cérebro, cerebelo e bolbo
O cérebro é o maior órgão do encéfalo, e nele se situam a memória, o raciocínio e a
consciência. É ainda o receptor interno de todos os sentidos.
O cerebelo controla a actividade muscular e o equilíbrio do corpo.
O bolbo controla as funções da digestão, circulação e respiração.
A medula inicia-se no bolbo e prolonga-se até a porção inferior do tórax.
Funciona como centro nervoso de actos reflexos.
O sistema nervoso central é protegido por três membranas, denominadas meninges.
O sistema simpático estabelece ligação entre a medula e os órgãos de nutrição. São dois
cordões nervosos, que possuem vários gânglios.
Os gânglios comunicam-se com os órgãos de nutrição através dos nervos simpáticos.





Associação Paz e Amor de Viana do Castelo
Rua Cidade de Recife lote 5/6 Apartado, 113
4900-379 Viana do Castelo


41

O sistema parassimpático estabelece ligação entre centros nervosos da medula e o encéfalo com
os órgãos de nutrição. É formado por nervos parassimpáticos, cujas fibras partem dos centros nervosos
e se dirigem para os órgãos de nutrição, sem passarem pelos gânglios do sistema simpático.


O sistema simpático e o parassimpático actuam sobre os órgãos de nutrição e funcionam como
inibidores entre si. A função, que é estimulada pelo simpático, é travada pelo parassimpático, e vice-
versa.


Dura-Máter,
Aracnóide
e Pia-Máter





Associação Paz e Amor de Viana do Castelo
Rua Cidade de Recife lote 5/6 Apartado, 113
4900-379 Viana do Castelo


42






Associação Paz e Amor de Viana do Castelo
Rua Cidade de Recife lote 5/6 Apartado, 113
4900-379 Viana do Castelo


43


11.3. SISTEMA ENDÓCRINO


É constituído pelas glândulas que produzem hormonas, substâncias que comandam várias funções
do nosso organismo. Por essa razão dizemos que o sistema endócrino realiza a coordenação hormonal
de nossas funções.
As hormonas são substâncias segregadas pelas glândulas e libertadas directamente no sangue, que
transporta essas hormonas até aos órgãos, onde irão actuar.
Glândulas de secreção interna - produzem e libertam hormonas.
Glândulas de secreção mista - além das hormonas, produzem substâncias que não são
libertadas no sangue, mas sim em órgãos ocos ou directamente fora do organismo.
Principais glândulas:
Supra-renais - junto aos rins - produzem adrenalina. Esta, por sua vez, actua nos vasos
sanguíneos e sobre os batimentos cardíacos.
Hipófise - na base do crânio - regula o crescimento da pessoa e influi nas glândulas sexuais e
na tiróide.
A disfunção dessa glândula pode causar diversas doenças: gigantismo, nanismo, diabetes,
distúrbios sexuais etc.
Tiróideia - influi na atitude das pessoas, tornando-as mais tranquilas ou mais agitadas; pode
causar o cretinismo. Quando a sua deficiência é excessiva, pode crescer muito formando papo.
Paratiróideias - são quatro pequenas glândulas situadas próximas à tiróideia. Influi na
absorção do cálcio, pelo organismo.
Pâncreas - é uma Glândula abdominal que exerce dupla função:
1) Segrega o suco pancreático, que contém três enzimas diferentes (a tripsina, a amílase e a
lípase), agindo respectivamente sobre as proteínas, os amiláceos e as gorduras;
2) Funciona como glândula endócrina, formando insulina (das ilhotas de Langerhans), que regula
o nível de glicose no sangue e o metabolismo dos glicídios.
A insulina facilita o consumo do açúcar existente no sangue.
Gónadas - glândulas sexuais. As masculinas denominam-se testículos; as femininas, ovários.






Associação Paz e Amor de Viana do Castelo
Rua Cidade de Recife lote 5/6 Apartado, 113
4900-379 Viana do Castelo


44

Hipófise
Tiróide
Paratiroideia
Super Renais

Pâncreas

Ovários (femininos)
Testículos (masculinos)




Associação Paz e Amor de Viana do Castelo
Rua Cidade de Recife lote 5/6 Apartado, 113
4900-379 Viana do Castelo


45


CURSO BÁSICO DO PASSE (TEÓRICO)


Lição nº6_Minigrupos
Leia com atenção os textos distribuídos e responda, por escrito, às questões:
Minigrupo 1
1- Explique a diferença entre veias e artérias:
2- Quais as funções dos nervos?
3- Que tipos de nervos conhece?
4- O encéfalo e a medula formam que tipo do sistema nervoso?
5- Qual o maior órgão do encéfalo e que funções tem ele no corpo humano?
6- Onde fica situado o Bolbo e quais as suas funções no corpo humano?

Um elemento do grupo funcionará como secretário para posteriormente apresentar as conclusões.


Minigrupo 2
1- Como funciona a medula?
2- Como se chamam as membranas que protegem o sistema nervoso central?
3- A medula e os órgãos de nutrição são ligados a que sistema?
4- Como se chamam os nós formados pelo entrelaçamento de muitas ramificações de
nervos?
5- Que ligação existe entre os plexos e os centros de força/chacras?
6- Como é constituído o Sistema Endócrino?
Um elemento do grupo funcionará como secretário para posteriormente apresentar as conclusões.


Minigrupo 3
1- Quem segrega as hormonas?
2- Como se chamam as glândulas principais e quais as suas funções?
3- A disfunção da glândula Hipófise o que pode causar?
4- Qual a influência da Tiróideia no corpo humano?
5- O que é o Pâncreas?
6- Descreva as funções do Pâncreas.
Um elemento do grupo funcionará como secretário para posteriormente apresentar as conclusões


Minigrupo 4
Responder às questões dos Minigrupos 1,2,3
Um elemento do grupo funcionará como secretário para posteriormente apresentar as conclusões





Associação Paz e Amor de Viana do Castelo
Rua Cidade de Recife lote 5/6 Apartado, 113
4900-379 Viana do Castelo


46

CURSO BÁSICO DO PASSE (TEÓRICO)


Lição nº6_Teste
NOME:________________________________DATA: ___/___/ _____
1- MARQUE A ALTERNATIVA CORRECTA COM UM -X‖.
1.1 As artérias conduzem o sangue do corpo para o coração?
( ) a- Certo
( ) b- Errado.
( ) c- Não sei.
( ) d- Tem as duas funções.
1.2- O que formam os Axónios?
( ) a- Bainhas.
( ) b- Nervos.
( ) c- fibras nervosas.
( ) d- Dentrites.
1.3- Os nervos são compostos por :
( ) a- Sensitivos.
( ) b- Motores.
( ) c- Mistos
( ) d- Todos eles.
1.4- Qual é o órgão que contém o receptor interno dos sentidos?
( ) a- Encéfalo.
( ) b- Bolbo.
( ) c- Cerebelo.
( ) d- Cérebro.
1.5- O que regula o crescimento?
( ) a- Tiróideia
( ) b- Pâncreas
( ) c- Hipófise
( ) d- Paratiróideias
1.6- Qual o órgão que produz a insulina?
( ) a- Gónadas.
( ) b- Tiróideia.
( ) c- Pâncreas.
( ) d- Hipófise.





Associação Paz e Amor de Viana do Castelo
Rua Cidade de Recife lote 5/6 Apartado, 113
4900-379 Viana do Castelo


47


CURSO BÁSICO DO PASSE
(TEÓRICO)



7ª Lição


12º- Centros de Força e Plexos

13º- Preparo do Passista e do Paciente

14º- Referências Bibliográficas






Associação Paz e Amor de Viana do Castelo
Rua Cidade de Recife lote 5/6 Apartado, 113
4900-379 Viana do Castelo


48

12 - Centros de Força e Plexos


CHACRAS, SÃO ACUMULADORES E DISTRIBUIDORES DE ENERGIAS, LOCALIZADOS NO
PERISPÍRITO. É POR ESTES CENTROS VITAIS QUE O NECESSITADO ABSORVE AS
ENERGIAS PELO PASSE.


Chacra: palavra de origem sânscrita que significa Roda.
Os corpos orgânicos são compostos de células que nascem, alimentam-se, reproduzem-se e morrem.
Por isso, dizem os biólogos que o corpo inteiro se renova totalmente de sete em sete anos, embora alguns
tecidos se refaçam com maior rapidez.
As células nervosas, no entanto, não sofrem essas mutações; elas nascem e crescem, permanecendo as
mesmas até a desencarnação, jamais se reproduzem e, se lesadas, não se recompõem.
O sistema nervoso constitui a parte mais grosseira do perispírito. Os neurónios são células altamente
especializadas; unidos vão formar as fibras nervosas e estas, os nervos.
O sistema nervoso é complexo e atravessa todo o corpo físico, formando uma série de "cordões". Em
certos pontos, as células nervosas formam uma espécie de rede compacta, em emaranhados que parecem
nós de uma linha embaraçada. Chamam-se esses pontos de "plexos" nervosos. Existem alguns no corpo,
mas alguns são considerados de maior importância, pela localização e pelo trabalho que realizam.
Esses plexos, localizados no corpo físico, apresentam-se no perispírito, a parte que não se materializa,
e possuem funções que realizam trabalhos específicos. Assim, correspondendo aos locais dos plexos
físicos, o perispírito possui "turbilhões", que servem de ligação e captação dos elementos fluídicos do
plano astral. A estes pontos ou centros de força, chamamos "chacras".
Analisando a fisiologia do perispírito, classificamos os principais centros de força como segue:
Centro Coronário
Considerado pela filosofia hindu como sendo o lotus de mil pétalas, dada a sua importância e alto
potencial de radiações, pois nele assenta a ligação com a mente fulgurante, sede da consciência. Este centro
recebe em primeiro lugar os estímulos do Espírito, comandando os demais centros, todavia em regime de
independência. Ele opera em actividade síncrona e sintonizada com o centro cerebral. Administra o veículo
de exteriorização, utilizando-se do centro cerebral donde recolhe estímulos, transmitindo por sua vez
impulsos e avisos, ordens e sugestões mentais aos órgãos e tecidos, células e implementos do corpo pelo
qual se expressa através de um conjunto de núcleos do cérebro; possui no tálamo um vasto sistema de
controlo do espírito.
Através deste que verte o pensamento ou fluído mental, por secreção subtil, não do cérebro, mas da
mente.
Dele emanam as energias de sustentação do sistema nervoso e manutenção orgânica.
No corpo físico corresponde ao plexo coronário.





Associação Paz e Amor de Viana do Castelo
Rua Cidade de Recife lote 5/6 Apartado, 113
4900-379 Viana do Castelo


49

Centros de força secundários:


Centro básico ou fundamental: está localizada no períneo (região entre o ânus e os órgãos genitais,
no fim da coluna vertebral). Possui força vitalizadora conhecida como kundaline; essa força revigora o
sexo e também pode ser transformada em vigor mental, alimentando outros centros.


Centro genésico - localiza-se na região dos órgãos genitais; recebe influência directa do básico;
regula as actividades ligadas ao sexo.


Centro gástrico ou umbilical - responsável pela absorção de elementos extraídos da atmosfera que
vitalizam o sistema digestivo; controla o funcionamento do sistema vago - simpático. É responsável pelas
emoções. Nesta chacra é que se operam as ligações, por fio fluídico, de espíritos sofredores e obsessores,
nas reuniões mediúnicas.


Centro esplénico - situado na altura do baço. É responsável pela vitalidade do organismo pois
absorve o prana (vitalidade do sol) e o distribui pelo corpo; é nesse chacra que os espíritos inferiores se
ligam (obsessões) e sugam toda a energia vitalizadora do indivíduo (vampirismo).


Centro cardíaco - localiza-se na altura do coração físico, sobre o plexo cardíaco; a sua função
principal é governar o sistema circulatório, presidindo à purificação do sangue nos pulmões e ao envio de
oxigénio a todas as células. Comanda os sentimentos, mas nos indivíduos menos evoluídos, deixa-se
influenciar pelas vibrações da chacra umbilical, que transfere para o cardíaco as emoções inferiores.


Centro laríngeo - está localizado na garganta, mais ou menos na altura da tiróide; responsável pela
emissão da voz e pelo controle de certas glândulas endócrinas. O desenvolvimento dessa chacra apura não
só a emissão da voz, que se torna agradável e musical, como ainda a pronúncia das palavras.


Centro frontal - Está localizado entre as sobrancelhas; corresponde à hipófise. É responsável pela
clareza do raciocínio e pela percepção intelectual; comanda os cinco sentidos.

Desarmonia Dos Centros De Forças


De maneira directa o nosso agir e pensar desequilibrados faz surgir desarmonias nos centros de
forças.
A prece e os passes são veículos intercessores, embora sejam dos mais úteis, não são a base real do
reequilíbrio e da harmonização dos centros de força.
Harmonizar os centros de força, portanto, é reformar-se moralmente, agindo de maneira cristã em
todos os momentos da vida.
-Tal seja a viciação do pensamento, tal será a desarmonia no centro de força, que reage no nosso
corpo a essa ou àquela classe de influxos mentais‖ (André Luiz)





Associação Paz e Amor de Viana do Castelo
Rua Cidade de Recife lote 5/6 Apartado, 113
4900-379 Viana do Castelo


50


Nota:


MANIPULAÇÃO DOS FLUIDOS: quando no auxílio a doentes físicos, realizado conjuntamente por
médicos e enfermeiros espirituais, plasmando renovações e transformações no comportamento celular,
mediante intervenções no perispírito dos assistidos encarnados. Por isso aconselha-se aos médiuns
passistas, o conhecimento do funcionamento do corpo humano, facilitando o trabalho conjunto com os
amigos espirituais.



Coronário
Frontal
Laríngeo
Cardíaco
Esplénico
Gástrico
Básico
Genésico





Associação Paz e Amor de Viana do Castelo
Rua Cidade de Recife lote 5/6 Apartado, 113
4900-379 Viana do Castelo


51

13 - Preparo do Passista e do Paciente


Kardec (obras póstumas) informa-nos que "A força magnética é puramente orgânica; pode, como a
força muscular, ser partilha de toda gente, mesmo do homem perverso; mas só o homem de bem se serve
dela exclusivamente para o bem... mais depurado, o seu fluido possui propriedades benfazejas e
reparadoras, que não pode ter o homem vicioso ou interessado."
Analisando esta assertiva, concluímos que, para que exista um perfeito entrosamento Espírito
protector - passista, e para que o Espírito que vem auxiliar possa realmente combinar o seu fluido com o
fluido humano e imprimindo-lhe qualidades de que ele carece, é necessário que o passista lhe dê condições
para que esse intercâmbio se faça, condições essas, que são de natureza física e espiritual.
A saúde do passista é uma condição primordial para a realização de um bom trabalho. Assim, como a
qualidade do fluido está na razão directa do estado de evolução da alma, assim também, a maior ou menor
eficiência da magnetização, depende da saúde do corpo físico; a razão é clara: um corpo sem saúde não
pode transmitir aquilo que não possui.
Quanto mais equilibrado o organismo, maior o rendimento de suas energias, que serão partilhadas. De
um modo geral, deve-se evitar tudo quanto implica em desgaste ou perda de energia: Excessos sexuais,
trabalhos demasiados, alimentação imprópria, bem como o álcool, a nicotina e a toxidade de toda a
espécie.
Para o passista, na execução da tarefa que lhe está subordinada, não basta a boa vontade, como
acontece em outros sectores; é necessário revelar determinadas qualidades de ordem superior, apresentando
grande domínio de si mesmo, espontâneo equilíbrio de sentimentos, acentuado amor aos semelhantes, alta
compreensão da vida, fé vigorosa e profunda, confiança no poder divino.
Semelhantes requisitos constituem exigências a que não se pode fugir, mas a boa vontade sincera, em
alguns casos pode suprir essa ou aquela deficiência, o que se justifica em virtude da assistência prestada
pelos benfeitores espirituais aos servidores humanos, ainda incompletos no terreno das qualidades
desejáveis.
A prece representa elemento indispensável para que a alma do passista estabeleça comunhão directa
com as forças do bem, favorecendo assim, a canalização através da mente, dos recursos magnéticos
necessários das esferas elevadas.
Não se deve também abusar da magnetização, com processos prolongados ou em grandes quantidades,
o que ocasiona dispêndio de fluidos, e consequentemente, a fadiga. Não se deve transmitir uma força já em
grau de esgotamento, o qual não beneficia quem recebe, e prejudica quem transmite.
Resumindo, vida sóbria e moderada, sem abusos, desequilíbrios, sem excessos e desvios, é o que se
prescreve ao magnetizador.
Existem doentes, em que o magnetismo nenhuma influência exerce, e outros em que a acção desde
logo é evidenciada e decisiva, por factores devido ao magnetizador, ao magnetizado, ou a ambos.
Preparar um doente para aplicação do devido tratamento espiritual, é colocá-lo em estado de perfeita
harmonia com a fé em Deus.
Alguns itens deverão ser observados para a preparação do paciente, tais como o ambiente familiar, a
sua posição mental e o estado espiritual.
O principal agente de cura reside no próprio doente: é o desejo de transformação interior, e a elevação
mental. Com isso, muito mais eficiente será a acção da magnetização, e do auxílio do mundo espiritual
superior; far-se-á mais naturalmente.





Associação Paz e Amor de Viana do Castelo
Rua Cidade de Recife lote 5/6 Apartado, 113
4900-379 Viana do Castelo


52


14- Referências Bibliográficas

1- ARMOND, Edgard- Passes e Radiações, 23. edição, 1984.
2- CURTI, Rino- O Passe, (Imposição das mãos), 1. edição, 1985.
3- GORDON, Richard- A Cura pelas mãos, 1978
4- JACINTO, Roque- Passe e Passista, 3. edição, 1984
5- KARDEC, Allan- Obras Póstumas, 12. Edição, pág. 60.
6-KARDEC, Allan- O Livro dos Médiuns, 49. Edição, 1983, pág. 208.
7-LAPPONI, José- Hipnotismo e Espiritismo, 2. Edição, l979.
8-LEADBEATER, C. W.
9-LHOMME, José- O Livro do Médium Curador, 2. Edição.
10- MICHAELUS- Magnetismo Espiritual, 3. Edição, 1975.
11- PASTORINO, C. Torres - Técnica da Mediunidade, 3. Edição, 1975
12- TOLEDO, Wenefledo de - Passes e curas Espirituais.
13- Círculo Espírita de Oração - Os chacras e a Mediunidade (apostila), l985.





Associação Paz e Amor de Viana do Castelo
Rua Cidade de Recife lote 5/6 Apartado, 113
4900-379 Viana do Castelo
53


CURSO BÁSICO DO PASSE (TEÓRICO)

Lição nº7_Minigrupos
Leia com atenção os textos distribuídos e responda, por escrito, às questões:
Minigrupo 1
1- Que funções têm os C.F.(centros de força) no perispírito?
2- Em que região do corpo humano fica localizado o C.F. Coronário e quais as suas funções?
3- Qual o C.F. em que se operam, por fio fluídico, as ligações com irmãos sofredores?
4- A nossa maneira de pensar e agir o que provoca nos C.F.?
5- Diga o local e as funções do C.F. laríngeo.
6- No texto -Preparo do Passista e do Paciente‖ analise a assertiva de Kardek no 1º parágrafo.

Um elemento do grupo funcionará como secretário para posteriormente apresentar as conclusões.


Minigrupo 2
1- Explique a função sincronizada que existe entre o C.F. Coronário e o C.F. cerebral.
2- Em que região do corpo humano fica localizado o C.F. Genésico e quais as suas actividades?
3- Que função tem o C.F. localizado à altura do baço e como se chama?
4- As preces e passes são os principais veículos para que haja reequilíbrio e harmonia nos C.F.?
5- Qual é o C.F. responsável pela percepção intelectual?
6- No texto -Preparo do Passista e do Paciente‖ analise a assertiva de Kardek no 4º parágrafo.

Um elemento do grupo funcionará como secretário para posteriormente apresentar as conclusões.


Minigrupo 3
1- As ligações espirituais emanadas do C.F. coronário, onde ligam no corpo físico?
2- Em que região do corpo humano fica localizado o C.F. Básico e quais as suas funções?
3- Em que região do corpo humano fica localizado o C.F. cardíaco e quais as suas funções?
4- Para que haja reequilíbrio e harmonia nos C.F o que é necessário reformar?
5- No texto -Preparo do Passista e do Paciente‖ analise a assertiva de Kardek no 10ºparágrafo.
6- No texto -Preparo do Passista e do Paciente‖ analise a assertiva de Kardek no 12ºparágrafo.
Um elemento do grupo funcionará como secretário para posteriormente apresentar as conclusões


Minigrupo 4
Responder às questões dos Minigrupos 1,2,3
Um elemento do grupo funcionará como secretário para posteriormente apresentar as conclusões





Associação Paz e Amor de Viana do Castelo
Rua Cidade de Recife lote 5/6 Apartado, 113
4900-379 Viana do Castelo


54


CURSO BÁSICO DO PASSE (TEÓRICO)


Lição nº7_Teste
NOME:________________________________DATA: ___/___/ _____
1- MARQUE A ALTERNATIVA CORRECTA COM UM -X‖.
1.Qual o C.F. que comanda os cinco sentidos?
( ) a- Esplénico
( ) b- Coronário.
( ) c- Básico.
( ) d- Frontal.
1.2- Qual é o C.F. que transmite avisos, ordens e sugestões aos órgãos humano?
( ) a- Coronário.
( ) b- Esplénico.
( ) c- Básico..
( ) d- Frontal.
1.3- A força magnética é :
( ) a- Espiritual.
( ) b- Orgânica.
( ) c- Espiritual e orgânica
( ) d- Nem coisa nem outra.
1.4- A desarmonia nos C.F. acontece porque?
( ) a- Não fazemos passes.
( ) b- Não fazemos preces.
( ) c- Não fazemos reformas morais.
( ) d- Fazemos pouca caridade.
1.5- Como se chama o C.F. que está ao nível do estômago?
( ) a- Coronário
( ) b- Básico
( ) c- Frontal
( ) d- Gástrico
1.6- Quantos são os C.F. que estudamos?
( ) a- 9.
( ) b- 6.
( ) c- 8.
( ) d- 7.